Irmãos consagrados

“O amigo, que está esperando, se enche de alegria quando ouve a voz do esposo. Esta é a minha alegria e ela é muito grande. É preciso que ele cresça e eu diminua”. Jo 3,29b-30

CONSELHOS EVANGÉLICOS

Os consagrados da Comunidade professam os conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência.

 ”Os consagrados da Comunidade comprometem-se a uma especial intimidade com Cristo na oração, na custódia do coração de toda afeição contrária ao amor de Deus, a uma fiel vigilância dos sentidos e do olhar, de modo que nada possa alterar esta comunhão de amor com o Esposo, numa grande disponibilidade de coração para com o próximo para amar a todos com o mesmo amor de Jesus (cf. cân. 599)”. (Estatutos, art. 12)
“Pelas renúncias decorrentes dos votos, as pessoas consagradas tomarão a sua cruz para seguir a Cristo e buscar mais ainda a plenitude do amor de Deus e da caridade para com o próximo”. (Livro de Vida, 15)

O HÁBITO

hábito é sinal do Reino de Deus e manifestação visível da vocação de todos os cristãos a desposarem-se com o Senhor, como diz Isaías: “Teu Criador é teu Esposo“.

“Deus, nosso Pai, dispensador de todo bem, fiel à Vossa palavra prometestes aos que Vos procuram cobri-los com o manto de Vossa santidade e de Vossa alegria: dignai-Vos abençoar este hábito, sinal de humildade de coração e de desprezo do mundo. Fazei que Vosso servo(a) revista a bem-aventurada castidade até o dia em que revesti-lo-eis com a bem-aventurança eterna. Amém” (Rito da profissão temporária)

Através da profissão dos conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência, os consagrados assumem mais de perto o modo de vida que era o de Cristo neste mundo. Eles são um sinal do primado do Reino que vem sobre toda realidade presente.

 VOCAÇÃO ESPECÍFICA NAS BEATITUDES

O primeiro apostolado dos irmãos é o testemunho de sua vida consagrada. A atividade apostólica sempre deve proceder de uma união íntima com Deus, fortalecerá esta união e promovê-la-á (cf. cân. 675 §2). A progressiva configuração a Cristo será uma fonte de fecundidade de toda a vida apostólica.(DP 48)

Para que toda a sua vida seja animada por um espírito apostólico e que toda atividade apostólica seja imbuída de um espírito de contemplação, os consagrados terão como modelo o Senhor Jesus Cristo.

OS IRMÃOS CLÉRIGOS 

Os irmãos sacerdotes da Comunidade compartilham com todos os membros da Comunidade das Beatitudes o chamado a viver cada dimensão da espiritualidade comunitária e, com os irmãos e irmãs que professam os conselhos evangélicos de castidade, pobreza e obediência, a vocação a deixar tudo para serem sinais do Reino que vem.

Sua vocação inclui também a disponibilidade para responder aos apelos do Espírito Santo e ir a qualquer lugar do mundo onde, integrados na vida de uma casa da Comunidade e em comunhão com a Igreja local e seus pastores, eles poderão pôr o ministério a serviço do povo de Deus. Os sacerdotes da Comunidade procurarão ser, antes de tudo, verdadeiros contemplativos, para realmente conhecer Aquele que deverão anunciar (Livro de vida, 16)